Facebook e Maps lançam novas funcionalidades, pequenas empresas totalizam 82% das vagas atuais no mercado de trabalho

Facebook e Maps lançam novas funcionalidades, pequenas empresas totalizam 82% das vagas atuais no mercado de trabalho

Facebook lança sticker musical para Stories e outras novidades

O Facebook vem tentando aproveitar melhor os direitos que adquiriu junto a Warner Music Group, Sony/ATV Music Publishing e Universal Music Group. É por esse motivo que a plataforma anunciou o recurso Lip Sync Live e tem em planos um smart speaker.

Nessa semana, no dia 24, o Facebook disponibilizou uma função para o Stories, que já existia no Instagram. Trata-se de stickers sonoros, o usuário escolhe a música que deseja, seleciona o trecho e adiciona a seus Stories. Assim, quando o Storie for reproduzido, aquela música tocará, exibindo o nome do artista e da faixa.

Também foi adicionado no dia 24 novos recursos do Lip Sync Live para as páginas. Assim, os artistas e criadores de conteúdo podem incluir letras de música em tempo real, semelhante a um karaokê. Uma outra novidade, também relacionada a música, é que agora, os usuários podem integrar uma música aos seus perfis. Mesmo que a faixa não seja executada automaticamente, é possível clicar sobre a mesma e obter mais informações.

Esses recursos ainda não estão disponíveis no Brasil, pois o país não está nem mesmo na lista. Também não existe previsão para que chegue aqui.

Google adiciona nova função ao Google Maps: Seguir seus locais favoritos

Trazendo uma função inovadora, o Google Maps vai estrear uma novidade na maneira em que mantemos contato com locais que são os “favoritos” de cada um, como por exemplo, restaurantes, barzinhos, livrarias, casas de show e outros tipos de comércios.

Um botão “Follow” – seguir – estará disponível na localização do estabelecimento marcado no mapa. Além disso, ao clicar no local, o usuário poderá ver novidades e atualizações do negócio através da aba “For You”. Esse recurso ainda não foi implementado no Brasil, porém, deve chegar em breve.

Sempre que o usuário visita um estabelecimento, como um bar, um restaurante ou até mesmo uma livraria, o Maps registra que o usuário esteve naquele local e quanto tempo passou no mesmo. Porém, isso pode ser desativado nas configurações do Maps.

Quando um usuário segue determinado local, terá acesso a informações que os donos compartilharem, como dados, promoções e entre muitos outros, que só dependem do dono do local. O recurso tem se mostrado um ótimo canal entre empresa e consumidor.

Em menos de um ano, pequenos negócios correspondem a 82% de vagas de trabalho

De acordo com os levantamentos feitos pela Sebrae recentemente, através dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, apenas no mês de setembro foram abertas um total de quase 86 mil vagas de empregos dentro das micro e pequenas empresas, chegando a quase 40% a mais vagas de empregos quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Nos últimos 9 meses, de janeiro até setembro de 2018, foram criados aproximadamente 600 mil vagas de trabalho através das micro e pequenas empresas. Esse é um alto número, já que esse número é quase cinco vezes maior do que a quantidade de vagas geradas pelas empresas de maior porte, que chegam apenas a 130 mil. O número de vagas através das micros e pequenas empresas chega a 82% nesses nove meses.

Os setores que mais se destacaram foram: O setor de serviços, o setor de comércio, seguido pela indústria de transformação, porém, a construção civil também teve destaque nesse ano, até o mês atual. Os empresários estão mais otimistas com o futuro da economia brasileira, dos entrevistados pelo Sebrae, mais da metade dos empresários acreditam que nos próximos 12 meses, ainda haverá um maior crescimento na economia do país.

Nas palavras de Guilherme Domingos, o presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas “É inegável a força dos pequenos negócios para a geração de empregos no Brasil. As pesquisas só confirmam, mês após mês, que o empresário de micro e pequena empresa deve ser prioridade das políticas públicas, porque somente por meio do fortalecimento do empreendedorismo, o país terá chance de voltar a crescer”

No estado de São Paulo os pequenos negócios lideraram a geração de empregos, de forma praticamente absoluta já que em setembro de 2018 foram criados quase 22 mil vagas de emprego. Graças a isso, a região Sudeste tornou-se a região que mais gerou empregos através de micro e pequenas empresas, correspondendo a criação total de aproximadamente 33 mil empregos.

De acordo com os levantamentos as duas regiões brasileiras com maiores vagas de trabalho foram: A região sudeste, que por sua vez ficou em primeiro lugar, a região nordeste, que ganhou a segunda posição com aproximadamente 20 mil empregos, destacando-se através do Ceará que criou mais de 5 mil e de Pernambuco que criou quase 4,5 mil vagas de empregos.

Números principais da pesquisa:

Micro e pequenas empresas geraram quase 86 mil novos empregos, apenas em setembro de 2018
São praticamente 40% a mais de vagas de trabalho quando comparado com o mesmo período do ano anterior
• Nos últimos 9 meses, de janeiro a setembro, os pequenos negócios totalizaram aproximadamente 600 mil vagas de trabalho com carteira assinada
• As vagas de trabalho das micro e pequenas empresas se equivalem a 63% de todo o total de empregos criados em setembro no país
• O número de vagas através das micros e pequenas empresas chega a 82% nesses nove meses
• De janeiro até setembro desse ano, o setor de serviços lidera a geração de empregos através de um total de praticamente 340 mil novas vagas de trabalho

Acionistas pressionam Zuckerberg a deixar o conselho administrativo do Facebook

Acionistas pressionam Zuckerberg a deixar o conselho administrativo do Facebook

Após o escândalo Cambridge Analytica em março, acionistas notáveis vem tentando retirar Zuckerberg do conselho administrativo. A proposta seria substituir Zuckerberg por um conselheiro independente. Porém, seria mais um ato simbólico, porque Zuckerberg e outras pouquíssimas pessoas, juntas, formam 70% dos votos totais. O que significa que nenhuma mudança pode ser aprovada sem o voto do CEO.

O CalSTRS, que possui 650 milhões de dólares em ações da empresa, criticou Mark Zuckerberg e disse que o CEO do Facebook tem um controle semelhante a ditadura: “Por que Zuckerberg precisa de uma estrutura de classe dupla? É porque ele não quer que a governança evolua com o resto de sua empresa? Se assim for, este sonho americano é agora semelhante a uma ditadura.”

A proposta partiu dos fundos de pensão da cidade de Nova York, que possui quase 1 bilhão de dólares em ações da empresa, contabilizados pelos tesouro público dos estados Rhode Island, Pensilvânia e Illinois. Essa proposta só será votada em 2019, na reunião de acionistas do Facebook, mesmo que as chances de que seja aprovada seja baixíssima. De acordo com o Washington Post, apenas 5% de propostas de retirar CEOs do conselho administrativo foram aprovadas, nos últimos 10 anos.


A revolucionária Inovação Digital que deu a Natura o primeiro lugar na categoria Bens de Consumo, Alimentos, Bebidas e Fumo

A inovação está presente no dia a dia da multinacional brasileira, que trabalha através do modelo multicanal de e-commerce, varejo e tem como carro chefe a venda direta, representando mais de 90% da receita. Atualmente, a Natura conta com uma equipe de mais de 1,2 milhões de consultoras de beleza no Brasil, mas há três anos a funcional e poderosa estrutura de inovação digital ganhou força.

De acordo com o diretor de Inovação Digital da Natura, Luciano Abrantes, a busca por produtos e soluções que possam surpreender o mercado através da tecnologia é a razão da mobilização de seu time, de acordo com suas palavras “Trabalhamos na busca do novo. Inovar é experimentar, é persistir, é errar rápido e solucionar rápido” o diretor de inovação digital ainda acrescentou “É por meio dela que nossos produtos ganham potência e escala em todas as geografias em que atuamos e é por isso que trazer inovações que alavanquem esse modelo comercial é fundamental para seguirmos trazendo diferenciação, com nosso negócio cada vez mais competitivo.”

Enquanto em uma empresa de e-commerce o contato entre empresa e consumidor final é direto, na Natura e em seu modelo de venda direta, isso acontece através das consultoras. A partir daí surgiu um grande desafio para a empresa, no qual era descobrir como era possível obter dados para poder traçar um perfil de consumo e o comportamento do consumidor. Além disso, também existia o desafio de obter informações sobre o negócio de cada consultora, para assim poder utilizar essas respostas na melhoria da inteligência da empresa.

Através da evolução do CRM da Natura, a resposta foi encontrada. Isso aconteceu no final do ano passado e fez com que a Natura conquistasse o prêmio As 100+ inovadoras no uso de TI, da IT mídia, na categoria Bens de Consumo, Alimentos, Bebidas e Fumos.

Conforme dito por Abrantes, a Natura passou a utilizar um processo de CRM que tem como estrutura a identificação dos perfis das consultoras, árvore de decisão, produção de conteúdo personalizado, comunicação individualizada e também utiliza big data.

“Assim, alcançamos muitos objetivos importantes como aumento das vendas e maior aproximação da Natura com seu público em uma relação com mais qualidade, mais humanizada e individualizada”, diz Abrantes.

Ao ver de Abrantes, essa evolução impulsionou a Natura na jornada de transformação digital, como um propulsor do modelo de Vendas por relações. “Conseguimos fortalecer valores de negócio com resultados claros, posicionando a tecnologia digital, não apenas como ferramenta comercial, mas como alavanca de evoluções relevantes”, finaliza o CEO.

Os finalistas da categoria Bens de Consumo, Alimentos, Bebidas e Fumo foram: Em primeiro lugar, a Natura, em segundo a Seculus da Amazônia e em terceiro a Liotécnica.


IoT: Ecossistemas exigirão plataformas para criação de aplicativos

Rinaldo Câmara Gonçalves, bacharel em Ciência da Computação e técnico em eletrônica, analista de sistemas embarcados da Kron Medidores, ministrou a palestra “O que não te contaram sobre aplicação para Internet das Coisas” nesta quinta-feira (18/10) durante o IT Forum Expo, o tema principal desta palestra foi a falta de plataformas para criação de aplicativos

Gonçalves contou o case da Kron Medidores na imersão desse serviço, durante a técnica e detalhada palestra, mostrando que a engenharia eletrônica já solucionou a conexão das coisas com Cloud ou Broker, que existem conexões sejam elas ethernet, wi-fi, 2G e outras, além de ressaltar que já temos analytics por exemplo e que todas essas informações estão armazenada em bancos de dados, protegidos e com backups.

Rinaldo Gonçalves ainda afirmou “IoT é plataforma, não é só o device. Eu preciso ter alguma plataforma para conectar dispositivos e gerenciar conexões. Essa plataforma de IoT tem que me permitir conectar com outras plataformas, como Google, IBM, Microsoft, por exemplo” e acrescentou pouco depois “Um dos pontos pelos quais a IoT ainda não explodiu no Brasil é a conexão com a internet, o fato de clientes não disponibilizarem essa conexão com a internet. Acreditamos que sistemas de rádio para comunicação a longa distância devem resolver isso.”