Palavras-chave no Google: como usar?

2/22/2021

O uso de palavras-chave é essencial para o Google. É por meio delas que o seu conteúdo vai aparecer quando um usuário fizer uma busca no navegador. Para isso, é importante que sejam usadas de maneira adequada, seguindo toda uma estratégia que envolve essa questão.

Quando um site é desenvolvido sem planejar e sem pensar em palavras-chave, os resultados obtidos acabam sendo muito piores do que poderiam ser. Afinal, elas são essenciais para a conquista de bons resultados no buscador. Cada vez mais as pessoas fazem pesquisas e é preciso conhecer estes termos.

Existem palavras-chave de cauda longa e palavras-chave de cauda curta. Então, o ideal é que os dois modelos sejam adotados em seu site, para atender todas as expectativas do público-alvo. Caso não seja um site de notícias, dificilmente alguém vai acessar o seu site e procurar temas dentro dele.

Hoje em dia já é possível aproveitar algumas ferramentas, que facilitam o estudo de palavras-chave, para selecionar bons termos e facilitar a produção. Aliás, o uso de palavras-chave é algo que faz parte do SEO on Page e que contribui para melhorar o conteúdo de maneira interna.

O que são palavras-chave?

As palavras-chave, em inglês Keyword (KW), são consideradas os principais instrumentos em uma pesquisa. Desse modo, consistem em termos formados por uma palavra ou mais. São usadas por todos os usuários da web, quando estão em dúvida e fazem uma pesquisa no Google ou outro buscador.

Podemos afirmar que todas as buscas feitas na internet começam com o uso de uma palavra-chave, que serve para apresentar ao usuário o conteúdo que esse está buscando. Então, elas podem auxiliar os programadores de site, com o objetivo de tornar o conteúdo mais acessível.

Quando determinada palavra-chave é usada em um artigo, o Google recebe uma espécie de mensagem sobre qual é o conteúdo central do texto. Por isso, é importante fazer uma escolha certeira, permitindo que esse conteúdo seja mostrado com destaque no buscador.

Desse modo, elas precisam ser bem trabalhadas em um site, ou o conteúdo não vai ganhar destaque no Google e em outros buscadores. Porque não adianta de nada fazer o investimento em uma produção de qualidade e deixar de lado esse aspecto. Então, trabalhar com uma estratégia de palavra-chave é essencial para o sucesso do negócio.

Para que servem as palavras-chave?

As palavras-chave precisam ser bem encaixadas no seu conteúdo, já que assim a produção vai ficar muito mais dinâmica. Aliás, é possível dizer que fazem diferença entre o seu conteúdo ser encontrado por pessoas interessadas ou ser apenas mais um da internet. Existem milhões de publicações na web e é necessário se destacar.

Você já ouviu falar em marketing de conteúdo? O uso correto das palavras-chave é essencial para que esse conceito possa ganhar destaque. Em suma, é o desenvolvimento de produções com o objetivo de entregar ao público-alvo um material rico sobre determinado assunto, para que estes consumam de sua marca.

Na internet existem milhares de possibilidades para cada busca feita. Por isso, o Google conta com um algoritmo complexo, com uma série de códigos que visam entregar ao usuário um conteúdo de qualidade, conforme o seu desejo. De fato, a concorrência na web costuma ser ainda mais pesada do que no mundo físico, porque as fronteiras quase não existem.

Só que não adianta escolher qualquer termo e usar como uma palavra-chave, é melhor pensar direitinho e fazer uma seleção cautelosa. Afinal, o ideal é que o seu site consiga ranquear e ter boas posições para termos estratégicos, que realmente tenham relação com a sua marca.

Por exemplo, uma loja que vende softwares para o registro de ponto de funcionários, deve tentar ranquear para termos como: software de ponto, ponto eletrônico e ponto digital. Não adianta aparecer primeiro para “bicicleta”, “carro” ou qualquer outra coisa que não tenha relação com o produto.

Em resumo, o uso correto de palavras-chave é ideal para ampliar a quantidade de acessos em seu site. E estes acesso tendem a ser mais qualificados, gerando leads de qualidade para a empresa.

Estudo de palavras-chave

O Google é considerado o maior buscador do mundo, quando estamos com dúvidas, logo abrimos esse sistema, seja no computador ou no celular. Então, ele usa as palavras-chave para identificar quais são os conteúdos que os usuários estão buscando. Por isso, quem possui uma loja virtual ou um site institucional precisa trabalhar com esse conceito.

Existem algumas coisas que podem ser consideradas durante a seleção de uma palavra-chave, para identificar qual é a melhor. De fato, o ideal é investir na produção de vários conteúdos, para conseguir boas posições em diferentes termos. Veja quais são alguns dos parâmetros:

·       Volume de buscas;

·       Dificuldade;

·       Oportunidade;

·       Intenção de compra.

O estudo de palavras-chave é algo que precisa ser feito com sabedoria, a fim de obter bons resultados com o conteúdo produzido. Afinal, não adianta praticamente nada desenvolver um material rico, com milhares de palavras, e não focar nisso.

1.     Volume de buscas

Esse é um dos principais conceitos que devem ser pensados na hora de selecionar a palavra-chave. Afinal, você produziria um texto se este não fosse lido por ninguém? Basicamente, não adianta escolher KW que possuem um baixo volume.

É fundamental que a quantidade de procura seja elevada, para tornar o seu conteúdo mais importante. Entretanto, existem alguns termos estratégicos que podem ser usados em sua empresa e que não possuem muitas buscas. Por isso, é melhor pensar com calma até que ponto o volume é essencial.

2.     Dificuldade de ranqueamento

Existem milhões de possibilidades para palavras-chave, algumas delas já foram usadas e estão ranqueando em sites que possuem uma boa avaliação. Desse modo, fica mais complicado entrar nessas disputas, principalmente se o domain score da sua página é baixo. Então, fica complicado posicionar o seu conteúdo entre os primeiros.

Quando a dificuldade está alta, isso significa que os sites melhores ranqueados possuem uma elevada autoridade e isso é um péssimo sinal. Tente avaliar apenas a quantidade de buscas e resultados orgânicos. Dessa forma, busque por termos com um bom volume, mas com dificuldade baixa.

3.     Oportunidade

Quando um usuário faz uma busca no Google e o sistema mostra opções que vão além de textos, como imagens, vídeos e mapas, isso reduz a quantidade de cliques. Afinal, eles acabam "roubando" oportunidades que seriam dadas aos primeiros resultados orgânicos para esse termo.

Tente identificar essa questão quando for fazer a sua análise de palavras-chave. Quanto mais elementos extras existirem no resultado, menos oportunidade haverá para determinado termo. Ainda assim, é uma variável pouco usada para definir boas KW.

4.     Intenção de compra

Essa questão é voltada principalmente para os sites que trabalham com vendas, geralmente sites de empresas. Quando as palavras-chave possuem elevada intenção de compra, se tornam estratégicas para essa empresa. Então, não necessariamente a quantidade de cliques precisa ser tão alta, já que o estágio do funil é avançado.

5.     Dificuldade de ranquear x alcance de cliques

Quando estiver fazendo a seleção de palavras-chave para o Google, leve em consideração a dificuldade de ranquear com o alcance de cliques. Porque não adianta escolher um termo que tem milhões de buscas, mas é quase impossível chegar na primeira página. Então, as duas questões precisam trabalhar em conjunto.

O ideal é encontrar uma KW que seja interessante para a sua empresa e que possua um volume interessante. Além disso, a dificuldade não pode ser alta. Parece algo difícil? E realmente é, por isso é fundamental seguir essa estratégia, com o objetivo de encontrar termos populares.

Ferramentas de análise de tráfego e palavras-chave

Ter ao seu lado boas ferramentas de análise de tráfego é importante. Dessa forma, é possível descobrir boas palavras-chave, que não são tão difíceis de ranquear e que podem trazer grandes resultados. Conheça agora 5 delas:

1. Google Keyword Planner: é uma ferramenta gratuita, considerada uma das mais completas deste segmento. Como ele é desenvolvido pelo Google, entrega dados muito precisos, sendo excelente para identificar boas palavras-chave.

2. SEMrush: possui planos gratuitos e pagos, por meio da ferramenta é possível identificar o tráfego em seu site e nos concorrentes. Dá para avaliar quais são os termos que melhor ranquearam em seu site e os que não estão tão bem.

3. Moz Keyword Explorer: por meio dessa ferramenta é possível identificar uma classificação de termos, numa escala que vai de 0 a 100. Quanto mais elevado for, mais difícil vai ser para ranquear o termo. É muito intuitiva, o que é excelente para quem é iniciante.

4. Ubersuggest: esse sistema é focado em sugerir palavras-chave para o seu artigo. Então, se a ideia é encontrar bons termos de cauda longa, pode ser a melhor alternativa. Porém, não é a opção mais completa.

5. Keyword Eye: com ela é possível identificar quais são os principais concorrentes, sendo fácil de identificar os números. Afinal, os termos são mostrados em diferentes cores e tamanhos, o que facilita a identificação.

Como funciona a intenção de busca?

Intenção de busca é o que os usuários desejam encontrar quando fazem uma pesquisa no Google. Por isso, o que essa pessoa digita na barra de procura vai muito além da palavra-chave, diz respeito também ao que pretende encontrar. Geralmente o objetivo é solucionar dúvidas e resolver suas necessidades.

Tenha em mente que os buscadores, como o Google, o Yahoo! e o Bing possuem a função de acabar com as dúvidas dos usuários. Acontece que o Google entrega resultados diferentes, conforme a maneira em que uma pesquisa foi feita. Até porque o objetivo é entregar um resultado preciso aos usuários.

Os programadores de sites e redatores precisam conhecer o público-alvo. Somente assim vão conseguir desenvolver um conteúdo de qualidade e que vai fazer a diferença em relação às intenções de busca. Não adianta produzir de qualquer jeito, é essencial que seja feito com cautela, para entregar melhores resultados.

Uma das maneiras de entregar um bom resultado é por meio da estratégia de Topics Clusters. Dessa forma, existe um artigo âncora, central e os textos satélites, que apontam para ele. Então, todo o conteúdo acaba sendo preenchido e o usuário será levado para o material que mais combina com o seu perfil.

Palavra-chave no Google: pense bem antes de escolher

Antes de escolher a palavra-chave para o seu conteúdo, faça esse estudo. Por mais que seja algo muitas vezes demorado, fará total diferença na obtenção de resultados. Siga todas as dicas, certamente isso ajudará em sua seleção.

Não adianta apostar em um termo com milhões de buscas e praticamente ser impossível de chegar aos primeiros lugares do buscador. Coloque as duas condições na balança, para entender se realmente é isso que você busca.

Aqui na EngajaTech usamos todos estes conceitos, com o objetivo de ranquear palavras-chave importantes. Por isso, se você quer saber mais sobre o assunto, vá até o fim desta página e clique no botão “QUERO CRESCER”. É só preencher as informações e nós entraremos em contato!



Aplique nossa metodologia e cresça até 200% por ano. Clique no botão abaixo e entenda como:
Quero crescer