Mais de 50% de donos de pequenos negócios não possuem familiares entre os colaboradores

Entre os dias 31 de agosto de 1 de outubro, uma pesquisa feita pelo Sebrae entrevistou mais de 5,8 mil empresários em todo o país. De acordo com a mesma, apenas 1 em cada 3 empresários possui algum familiar como sócio do negócio.

51% dos entrevistados alegaram não possuir nenhum familiar em sua empresa, nem como sócios e nem como colaboradores. A principal razão, segundo os empreendedores, é a falta de interesse de seus familiares pelo negócio.

Em contrapartida, 27% dos entrevistados disseram ter algum parente como sócio ou colaborador de sua empresa. Esses resultados acontecem mais nas Micro Empresas, com 29%, em segundo as empresas de Pequeno Porte, com 27% e por último o Microempreendedor Individual, com 25%.

Somente 11,2% dos entrevistados que possuem parentes entre seus sócios ou funcionários disseram possuir alguma dificuldade com relação a isso. Dentre os empreendedores que disseram ter problemas com parentes em seus negócios, 38,9% afirmam que seus parentes demonstram desinteresse pelo empreendimento, 15,3% alegaram que seus parentes não possuem o perfil adequado para aquela vaga e 26,2% disseram que seus parentes acham que devem ter tratamento diferenciado.

Dentre as regiões, a Norte é a que possui o maior número de parentes em empresas, com 31%. Em seguida, vem a região Nordeste, com 28%, Sudeste com 26%, Centro-Oeste também com 26% e por último a Sul, com 22%. O estado brasileiro que tem o maior número de parentes em empreendimentos é o Pará, com 43%. Em segundo lugar vem o Amazonas, com 33%. Os nordestinos e nortistas foram os que mais demonstraram descontentamento e dificuldades com relação a ter familiares em suas empresas.