Para evitar que as pessoas fechem a sua página antes mesmo dela carregar é preciso aumentar a velocidade. Por sorte, hoje em dia existem diversas técnicas que podem ser colocadas em prática, trazendo excelentes resultados. Hoje você vai aprender a como aumentar a velocidade do site.

Talvez você não consiga colocar em prática sozinho todas as dicas, por isso, neste caso é melhor ter um programador ao seu lado. Mas, é algo que vale a pena, ainda mais no caso dos e-commerces, onde a velocidade influencia e muito nas vendas. É triste quando um possível cliente fecha o site quando está o carrinho de compras.

A pergunta é como aumentar a velocidade do site, sendo que ela tem diversas respostas. Ou melhor, são diversas práticas que devem ser adotadas, para que o resultado conquistado seja um só. Além disso, você vai entender que a lentidão não apenas afasta os clientes como piora a posição do seu site.

Quanto mais lento, mais dinheiro você perde

Aquela expressão de que tempo é dinheiro talvez nunca tenha feito tanto sentido. Aliás, hoje em dia as pessoas já não tem mais paciência com sites que são lentos, ainda mais quando elas sabem que sua internet é veloz. Por isso, não pensam duas vezes em clicar no botão de fechar e buscar outra alternativa para o que desejam comprar ou ler.

Um pesquisa do Google indicou que os sites demoram em média 15 segundos até carregarem nos dispositivos móveis. Mas, isso é algo fundamental na jornada de compra, alguns podem pensar que a página não é confiável devido à demora. Além disso, 53% dos visitantes abandonam o site após 3 segundos para carregar. Ou seja, a velocidade deveria ser 5 vezes melhor.

Que as pessoas usam cada vez mais a internet para fazer compras, não há dúvidas. Só que elas querem encontrar páginas velozes, onde possam chegar até o momento de fazer o pagamento de uma maneira rápida, sem ficar perdendo tempo com coisa boba. Assim, todos os anos bilhões deixam de ser gastos devido a lentidão dos sites.

Buscadores já pensam nas velocidades

Os buscadores mais populares do ocidente são o Google, o Yahoo e o Bing. O objetivo de todos eles é oferecer a melhor experiência possível ao usuários, para isso possuem diversas características voltadas ao ranqueamento dos conteúdos. Dessa forma, o conteúdo apresentado, o layout e a velocidade são considerados.

O Google promete para breve uma atualização que vai medir a rapidez e a estabilidade dos sites, uma mudança que deve ajudar na experiência dos usuários. Por meio do Core Web Vitals a compatibilidade com dispositivos móveis, navegação segura, segurança HTTPS e a capacidade de resposta passarão a ser avaliados de uma forma ainda mais rigorosa.

Existem mais de 200 critérios utilizados para definir o posicionamento dos sites. Assim sendo, a velocidade está presente nesta lista desde 2010, ganhando muita força ao longo da década. Hoje em dia a velocidade da internet, seja nas conexões por cabo, os dados móveis ou os sinais de wifi estão bem mais fortes.

Uma pesquisa avaliando mais de 100 sites chegou a alguns números interessantes quanto a velocidade de carregamento:

Veja se você precisa aumentar a velocidade do site.

Caso o site carregue em: 

  • 5 segundos, então é mais veloz do que cerca de 25% dos sites da internet;
  • 2.9 segundos, então é mais veloz do que cerca de 50% dos sites da internet;
  • 1.7 segundos, então é mais veloz do que cerca de 75% dos sites da internet;
  • 0.8 segundos, então é mais veloz do que cerca de 94% dos sites da internet.

Hoje já existem ferramenta que permitem medir a velocidade do seu próprio site, é algo rápido e gratuito, que pode ajudar a melhores os resultados.

Como aumentar a velocidade do site?

Aumentar a velocidade do site é o objetivo de muito empreendedor ou blogueiro. É comprovado que um site veloz é considerado mais confiável e tende a ser mais atrativo. Por isso, tem alguns fatores específicos que devem ser considerados neste momento.

A seguir falaremos especificamente sobre as principais técnicas para trazer mais velocidade ao seu site, veja o que fazer:

1. Otimize as imagens

Os textos são leves, mas as imagens são pesadas e podem prejudicar o carregamento de um site. Por isso, é preciso aprender a fazer a otimização correta, se você não sabe como otimizar as imagens de um site, é só entrar nesse link e seguir o passo a passo.

Umas das opções é utilizar menos imagens, se for possível. Acontece que os servidores ficam sobrecarregados quando recebem diversas imagens, tornando o carregamento mais devagar.

2. Avalie o código do site

Essa parte não é visível aos visitantes, mas pode trazer muita dor de cabeça para eles. Então, é fundamental se preocupar com o código fonte do seu site. É preciso que ele seja limpo e leve, tente remover tudo o que não é necessário. Assim, quando o servidor identificar algo como um código desnecessário, torna o sistema mais lento.

Caso você mesmo tenha criado o seu site e sabe que existem muitas linhas de código, por mais chato que possa ser, vale a pena verificar todas elas e remover aquelas que são inúteis. Tem programas específicos que ajudam neste trabalho, eliminando linhas em branco no HTML.

3. O site deve ser hospedado em um servidor confiável

Esse é considerado um dos pontos mais importantes no momento de levar um site ao ar. Dessa forma, é na hospedagem que ficam armazenados todos os arquivos do seu site, o que interfere na velocidade de carregamento de cada uma das páginas.

Por isso, existem alguns fatores que precisam ser levados em consideração neste momento. Pesquise sobre a empresa prestadora do serviço e descubra se ela é realmente qualificada para isso, não adianta pagar pouco e se arrepender depois.

4. Deixe o cache habilitado

O cache cria uma cópia idêntica da página que foi acessada anteriormente, em um arquivo presente no navegador. Quando o cache está habilitado, cada vez que um usuário entrar no seu site não precisará esperar até que a página seja inteiramente carregada.

Dessa maneira, com as informações já armazenadas, o desempenho fica melhor. De modo geral, é possível dizer que com isso o site pode ser carregado sem que muitas consultas sejam feitas ao banco de dados, o que prejudica a velocidade.

5. O Gzip pode ajudar

É possível compactar as informações que são enviadas do servidor para o navegador. A partir disso, o browser será o responsável por descompactar e exibir para os usuários. De fato, essa é uma questão de que prejudica e muito a velocidade das páginas, podendo prejudicar em até 70% a velocidade.

6. Sprites no CSS são bem-vindos

Opção bacana para alguns programadores, mas odiada por outros, oferece um benefício inegável para as páginas do seu site. A partir disso, será possível combinar diversas imagens em apenas uma, reduzindo e muito o número de solicitações HTTP, ampliando a velocidade de carregamento.

7. Não esqueça do mobile

É preciso pensar em melhorar a velocidade de carregamento também para os dispositivos móveis, como tablets e smartfones. Hoje em dia esses periféricos já ultrapassaram os acessos por computador, batendo 51,3% e com a tendência de crescimento nos próximos anos.

O site deve ser responsivo e com pop-ups quase imperceptíveis, além de contar com todas as ferramentas e técnicas voltadas para a otimização. Por isso, vale a pena investir no aperfeiçoamento do design para os dispositivos móveis.

Quanto mais elementos são adicionados no seu site, pior fica a velocidade de navegação no mobile. Assim, um design simples tende a ser bem mais atrativo do que uma página carregada, sendo que essa segunda prejudicará a sua velocidade.

Onde eu encontro a empresa certa para aumentar a velocidade do site?

Você já encontrou, a EngajaTech é a empresa perfeita para o seu negócio ir para frente. Contamos com uma equipe completa, que pode atender a todas as suas necessidades, no time é formado por designers, programadores, redatores e especialistas em marketing.

Como aumentar a velocidade do site? Se esse é o seu objetivo, nós podemos ajudar. Todas as técnicas apresentadas aqui são colocadas em prática, para que seja possível atingir uma ótima posição no Google. Por isso, entre em contato agora mesmo e saiba mais!