Com o desenvolvimento de novas tecnologias muitas profissões perderam espaço e vagas de empregos foram fechadas. Mas, a internet também trouxe diversas oportunidades para quem deseja trabalhar. Ser afiliado vale a pena? Essa é uma atividade que vem ganhando destaque nos últimos tempos.

De modo geral, um afiliado é uma pessoa que trabalha anunciando produtos diversificados e que ganha comissões a partir das vendas realizadas. Assim, existem diversos benefícios em trabalhar com isso, como também alguns pontos negativos.

Essa pode ser uma importante fonte de renda, onde não existe um limite de ganhos mensais. Existem pessoas que ganham R$ 10 mil e outras R$ 20 mil, sim, neste caso ser afiliado vale a pena. Enquanto isso, outros não conseguem ter uma boa adaptação e perdem dinheiro. Ser afiliado vale a pena? É o que você confere agora.

O que é afiliado digital?

As formas de vender modificam-se de tempos em tempos. No passado somente aconteciam as vendas nas lojas físicas, depois o serviço de televendas foi adotado. E com o avanço da internet, já chegando a milhões de lares brasileiros outro conceito surgiu. Não que seja uma criação brasileira, mas que já possui destaque em cenário nacional.

Estamos falando do sistema de afiliados, onde basicamente qualquer pessoa pode vender produtos de uma empresa e ganhar comissões por isso, ser afiliado vale a pena. Dessa forma, é necessário criar um cadastro em uma das plataformas de venda, passando a anunciar determinados produtos por meio de links específicos.

Não existe um limite de produtos que os afiliados podem vender, então é possível trabalhar com tens digitais ou físicos. E para cada um deles a plataforma oferece uma comissão específica, que é paga no fim do mês. Por fim, isso pode ajudar a complementar a sua renda ou então ser a principal fonte de dinheiro.

Veja aqui qual a forma mais fácil de começar a ser um afiliado.

Ser afiliado vale a pena? Veja os pontos positivos:

1. Não é necessário ter experiência

A falta de experiência faz com que muitas pessoas percam boas oportunidades de empregos. Até mesmo formados em cursos superiores podem sofrer com esse mal. Entretanto, com o marketing de afiliados isso não existe, já que qualquer pessoa pode fazer parte, desde que tenha um computador com acesso à internet.

É necessário ter vontade de aprender e determinação para ser bem-sucedido, ou então não vai dar certo e os planos não irão adiante. Ainda assim, se você já tiver alguma experiência com a venda de produtos, o começo ficará mais fácil.

As plataformas de vendas não fazem nenhum tipo de exigência no momento do cadastro. Por fim, é importante ficar antenado aos novos produtos que são colocados para vender, já que os consumidores adoram novidades.

2. Não há custo de produção

O afiliado digital é aquele que vende os produtos, então ele não é o responsável pela produção ou pela logística de entrega. O controle de estoque e a entrega são responsabilidades dos produtores, embora o afiliado possa e deva desenvolver uma relação com os consumidores.

Esse é um ponto positivo e que merece ser destacado, já que livra a pessoa de tarefas complicadas e chatas. Aliás, os empreendedores tendem a adotar o marketing de afiliados para aumentar suas vendas e também para não gastarem tanto com publicidade.

De modo geral, você não precisa ter um negócio para ser um afiliado. A sua principal preocupação será a venda de produtos terceirizados. Tudo isso é feito por plataformas específicas.

3. Os produtos podem ser divulgados em diferentes meios

Uma das vantagens do marketing de afiliados é a possibilidade de divulgar os produtos e serviços no local onde o público-alvo está. Dessa forma, pode patrocinar anúncios em vídeos do YouTube ou investir em campanhas no Facebook e no Instagram, para chegar junto com os potenciais consumidores.

É importante conhecer bem o produto que está sendo vendido, já que os tipos de anúncios podem ser diversificados. E quando as vendas acontecem rapidamente e superam as expectativas os dois lados saem ganhando, os afiliados que vão lucrar mais com comissões e também os donos dos produtos.

4. Você não terá um patrão

Ser afiliado vale a pena? Em primeiro lugar, é preciso destacar que você não terá um patrão trabalhando desta forma. Mas, precisará respeitar as regras de divulgação da plataforma, algumas impedem determinados tipos de anúncios. Aliás, isso vale principalmente para as promessas infundadas e absurdas.

E como não haverá patrão, também não existe um horário para ser cumprido. Isso é ótimo, entretanto, você precisa ter disciplina para produzir todos os dias, ou deixará de realizar vendas e perderá a chance de lucrar.

5. Os riscos são baixos

Praticamente não há riscos em ser afiliado, a não ser que você tenha um blog e faça promessas absurdas. Contudo, não é preciso investir na produção, na logística e muito menos no salário dos funcionários. Aliás, o produto já chega prontinho aos afiliados, que podem divulgar e ganhar dinheiro com isso.

Além disso, o afiliado não trabalha diretamente com o produtor do conteúdo e sim relacionado com a plataforma de afiliados. Dessa forma, os pagamentos sempre são realizados nas datas corretas, sem nenhum tipo de atraso.

Ser afiliado vale a pena? Veja os pontos negativos:

Não só de pontos positivos é feito o marketing de afiliados. Existem algumas questões que precisam ser destacadas, antes que você comece a trabalhar com isso. Até porque praticamente qualquer coisa tem pelo menos dois lados, um positivo e um negativo, e com isso não é diferente.

1. Será preciso investir

Um dos lados negativos do marketing de afiliados é que é preciso fazer investimentos. Não que isso seja algo obrigatório, mas quem deseja realizar muitas vendas e ter um bom faturamento precisará fazer isso.

Principalmente no começo pode ser algo complicado, já que é interessante investir na criação de um blog profissional. Também poderá trabalhar com campanhas patrocinadas no Facebook Ads e no Google Ads, para atingir o público-alvo.

E quando você ainda não sabe se isso vai dar certo, fazer investimentos sem um retorno garantido é algo complicado. Mas, depois que a sua posição se consolida, fica bem mais interessante, já que quanto mais investimentos, mais lucros terá.

2. É necessário estudar

O sistema de afiliados digital é algo que necessita de estudo. Não adianta fazer um cadastro na Monetizze ou na Hotmart, criar uma conta no Facebook e outra no Instagram e começar a anunciar. Se fosse somente isso existiriam muito mais afiliados.

A diferença entre uma pessoa que realmente ganha dinheiro com o marketing digital e uma que não ganha é o conhecimento. Por isso, vale a pena reservar uma parte do seu dia para estudar o público-alvo e para pensar na produção de conteúdo.

Somente assim você poderá se destacar em meio a tantos, esse é um mercado que está saturado e que precisa de criatividade.

3. Pode não dar certo

Não existe uma receita de bolo para seguir em relação ao marketing de afiliados. O que dá certo para um pode não dar certo para outro, por isso é preciso testar diferentes técnicas de vendas.

Ainda assim, você pode insistir por algum tempo e não conseguir fazer vendas. A primeira pode demorar 1 mês ou 2, consumindo investimentos durante esse tempo. E quando você perceber que não vai rolar, terá perdido um bom tempo com isso.

4. É preciso ter uma conexão com o público

Por mais que a logística de entrega seja uma responsabilidade da empresa produtora, o afiliado precisa desenvolver uma relação com os consumidores. Por exemplo, se trabalha com a venda de e-books e produtos voltados para o emagrecimento, é interessante criar uma página no Facebook.

Assim, por meio desta página, o afiliado não deve apenas anunciar os seus produtos, é indicado também que passe dicas saudáveis para as pessoas. Dessa forma, poderá construir uma relação sólida com o público-alvo, passando a ser uma referência sobre o assunto.

5. Talvez necessite de nota fiscal

Dependendo da plataforma de vendas, os pagamentos no fim do mês são realizados somente com a apresentação de uma nota fiscal. Mas, isso acontece somente para aqueles que acumularam acima do teto durante o mês. Ainda assim, ser Microempreendedor Individual (MEI) já basta para a emissão da NF.

Ser afiliado vale a pena?

Se você é uma pessoa com disposição e tem tempo livre no seu dia a dia, o marketing de afiliados por ser uma boa opção para complementar a renda. Então, é interessante começar aos poucos, focando em um produto específico, já que as pessoas que atiram para todos os lados costumam se dar mal.

Por outro lado, se existe pouco tempo disponível na sua agenda ou você não está disposto a aprender algo novo, então é melhor nem começar. A expectativa de ganhar milhares de reais todos os meses é encantadora, mas para chegar lá existe um longo caminho que deve ser percorrido.

Onde eu encontro mais dicas sobre o assunto?

A EngajaTech é uma agência de marketing digital e aqui em nosso blog você encontra muitas outras dicas sobre o assunto. Quer aprender a vender online todos os dias? Aqui você encontra isso e muito mais. Aproveite!